a  an

andre L.R. mendes 

 

O baiano andre L.R. mendes se define, antes de tudo, como compositor, mas sua produção vai muito além...

 

Filho de uma casa onde sempre se ouviu e tocou muita música, andre iniciou sua carreira em meados dos 90 do século passado na banda de rock Maria Bacana, que foi descoberta e lançada pelo selo Rock it! do guitarrista Dado Villa-lobos (Legião Urbana) e ficou conhecida pela “música da coca cola sem gás”, “Repeat, Please!” que teve clipe em alta rotação na MTV BR e nas rádios rock de todo o país. Todas as músicas desse disco são composições suas.

 

Apesar de “quase chegar lá” (a banda chegou a ser artista revelação da revista Bizz em 1997), a Maria Bacana não teve continuidade em sua trajetória por diversos motivos muito comuns às histórias de bandas que não deram certo: integrantes que saem, morar longe dos grandes centros quando isso era um entrave intransponível...e a banda encerra suas atividades no início dos anos 2000.

 

andre passa alguns anos tocando com amigos até que decide em 2011 lançar seu primeiro disco solo “Bem-vindo à Navegação”. 

 

Por ser um compositor hiperativo, decide lançar um álbum por ano, o que faz de 2011 à 2016, quando resolve parar essa sequência anual por um motivo nobre: um novo disco da Maria Bacana pra comemorar os vinte anos de lançamento do disco de 1997. Nesse disco novamente andre assina todas as composições.

 

Em 2020 andre lançou uma série de singles que foram compilados no álbum "Manda Notícias" no mês de Novembro, sendo muito bem recebido pelo público e pela crítica.

 

Em 2021 andre já lançou dois singles “Beatriz” e “O Samba do Homem Comum” (canções que irão desaguar num futuro álbum à ser lançado no final do ano).

 

Em 15 de julho de 2021, pra comemorar seu aniversário e os 10 anos de carreira solo, andre lança o disco “O Rei dos Animais’. Com 12 músicas inéditas, o álbum passou por um caminho tortuoso até chegar aos ouvintes...gravado em 2019 como ‘pré produção” pra uma gravação “valendo” num grande estúdio.

Mas como a máxima “antes feito que perfeito” é uma frase que está inserida no universo “faça você mesmo” que andre transita na sua produção artística, a “pré produção” virou o disco “valendo”.

 

O Rei dos Animais traz uma sequencia de canções que tratam de temas diversos e extremamente atuais:

 

“Essa Casa Cai Não”: Resiliência e união

“O Rei dos Animais”: Resistência à tirania

“Dudu”: Auto sabotagem

“Morena Loira”: História de Amor

“Porto de Todos os Santos”: Intolerância

“Na Casa do Amor Divino”: Tolerância Religiosa

“Dois Anos e Onze Meses”: Relação Tóxica

“Ponto”: Pedido de Perdão

“Amuleto”: A Figura da Musa

“Jasmim”: Confusão Hipoglicêmica

“O Mundo Que Queria Ter”: Consumo como tentativa de preencher vazios existenciais

“Como Açúcar”: A Paixão pela Musica e o poder que ela tem

 

Um repertório que tem como prioridade o texto, a história contada e cantada. A valorização da canção...matéria prima do artista.

 

“O Rei dos Animais” nada contra a corrente em vários sentidos: num momento que alguns “Singles” sempre antecedem “Álbuns”, ele chega com 12 musicas completamente inéditas, de surpresa...sem nenhum teaser em redes sociais, sem “Pré Save”...nem o dia “certo” de ser lançado nas plataformas (sexta feira) foi respeitado...o disco será lançado no dia do aniversário de andre, uma quinta feira.

 

Como forma de entregar uma obra completa e “fechada”, andre também subverte a normalidade de lançar clipes esporádicos para “requentar” o lançamento: junto com o álbum, serão lançados três clipes (“O Rei dos Animais”“Porto de Todos os Santos” “Amuleto”dirigidos e editados pelo artista (com câmera de Cintia M.)

 

O Clipe d`”O Rei dos Animais” é um clipe simples, gravado em plano sequência...os efeitos meio anos 70 da pós produção escondem isso.

 

O Clipe de “Porto de Todos os Santos” foi filmado na Casa do Rio Vermelho, a casa do escritor Jorge Amado (o preferido de andre), que hoje é um museu; e na praia do porto da barra (Salvador/BA).

 

O Clipe de “Amuleto” foi gravado “na área” de andre: a cidade baixa da cidade de Salvador.

 

Tudo no projeto “O Rei dos Animais” tem seu motivo político pra estar ali...letras, clipes, capa do álbum (inspirada no cartaz criado por Rogério Duarte pro filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol” de Glauber Rocha)...

 

 “O Rei dos Animais” é um disco político (num sentido amplo) e que, ao mesmo tempo que canta a tensão do seu tempo, busca a beleza.

 

andre é um artista que faz tudo na linha de montagem: da composição à capa do álbum, cantando, tocando, produzindo e fazendo videoclipes...trabalhando sozinho, nas palavras dele “como um escritor”.

Pra andre, o que mais interessa é a beleza da canção, essa forma clássica de fazer música popular: letra, melodia e harmonia...o sentimento e a entrega são mais importantes que arranjos mirabolantes e hyper editados: o que interessa é se comunicar com beleza, melodia, leveza e lucidez.

 

Ficha Técnica disco O Rei dos Animais:

 

Todas as letras e musicas por andre L.R. mendes

Arranjado, gravado, tocado, cantado, produzido, mixado e masterizado por andre L.R. mendes

Capa por andre L.R. mendes

Foto da capa por Cintia M.

 

Os clipes “O Rei dos Animais”, “Porto de Todos os Santos” e “Amuleto” são dirigidos e editados por andre L.R. mendes com câmera de Cintia M.

 

 

 

                                      contato: andremendes.mail@gmail.com